Visitantes online : 762 sexta-feira, 6 de maio de 2016
05/05/2016 17:11
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247
.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


05/05/2016 16:39


Hoje meu filho Anthony completa mais um ano de vida. Sou muito grato a Deus pela benção de ser pai de um rapaz como ele: uma pessoa de caráter, cheio de amor no coração, temente a Deus e que nos orgulha muito por sua dedicação ao próximo.

Que o Senhor te abençoe, meu filho.

Feliz Aniversário!

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


05/05/2016 15:33
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


"Ele reagiu como todos nós, indignado", afirmou o deputado Paulinho da Força, após se reunir com Eduardo Cunha na residência oficial da Câmara, onde ouviram advogados sobre como recorrer da liminar que afastou o presidente da Câmara do mandato.

A direção da Câmara considera que Eduardo Cunha já está afastado do cargo e não cabe, segundo entendimento da área jurídica da Casa, recurso do Parlamento à liminar do ministro Teori Zavascki.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


05/05/2016 14:16


Condenado pelo TRE-SP por doações de campanha acima do limite legal, o vice-presidente, Michel Temer, está inelegível pelos próximos oito anos.

Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo, condenações iguais à do vice podem ser enquadradas na Lei Ficha Limpa, que prevê a inelegibilidade de políticos condenados por órgãos colegiados, como é o caso do TRE-SP.

Uma nota emitida ontem à noite diz que “A Lei da Ficha Limpa estabelece, no seu artigo 1º, I, alínea p, a inelegibilidade de candidatos como consequência da condenação em ação de doação acima do limite proferida por órgão colegiado ou transitada em julgado”. A nota é genérica, não cita especificamente o caso de Temer, mas foi feita em resposta a questionamentos sobre as consequências da decisão tomada na véspera pelo TRE-SP.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


05/05/2016 13:03


Com o afastamento de Eduardo Cunha quem assume a presidência da Câmara é o vice-presidente, o deputado Waldir Maranhão (PP–MA). Aliado de Cunha, Maranhão também é investigado pela Operação Lava Jato por lavagem de dinheiro e recebimento de propina da Petrobrás. O deputado foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como um dos políticos do PP beneficiados no esquema. Além da investigação da Lava Jato, Maranhão também é alvo de outros dois inquéritos que tramitam no STF, nos quais é acusado de crimes como ocultação de bens, direitos ou valores. O deputado do PP ainda traz no currículo outros questionamentos na Justiça Eleitoral. Ele teve suas contas de campanha de 2010 para deputado rejeitadas pelo TRE-MA.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


05/05/2016 12:18


A decisão do ministro Teori Zavascki afastando Eduardo Cunha da presidência da Câmara e suspendendo o seu mandato não anula, por enquanto, o direito dele ao foro privilegiado. Porém, enfraquece sua capacidade de criar dificuldades ao Conselho de Ética que quer a cassação definitiva do seu mandato. Falei, agora há pouco, por telefone, com o presidente do Conselho, deputado José Carlos Araújo (PR – BA). Ele me disse que Cunha perde a capacidade de manobrar a CCJ - Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania - e , principalmente, as decisões da mesa diretora. E ainda finalizou: o que demorou tanto, porque ele obstruía, agora vai ser “a jato”.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


05/05/2016 11:36
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


Esse é o grande problema do Brasil. Troca-se um governo do PT por outro do PMDB. É claro que Michel Temer é um hábil negociador, qualidade que Dilma não tem, e terá a seu favor a esperança dos brasileiros, natural em qualquer cenário de mudança política. Mas dá para confiar num governo do PMDB? Como disse o procurador Rodrigo Janot, PT e PMDB são o "eixo central" do Petrolão. Os peemedebistas não são diferentes dos petistas na sede por cargos e na vocação para "negócios privados com dinheiro público". A maioria da população quer se ver livre do PT, mas, com certeza, não está disposta a bater palmas para o PMDB.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


05/05/2016 09:56


Havia dúvida se a reunião do Supremo, marcada para hoje à tarde para julgar um outro pedido de afastamento de Eduardo Cunha, seria mantida ou cancelada devido à liminar concedida pelo ministro Teori Zavascki. A Assessoria de Imprensa do Supremo acabou de informar que a reunião está mantida.

Eduardo Cunha, por sua vez, mandou informar através de sua assessoria que vai permanecer em casa, sem conceder entrevistas, de onde pretende assistir ao julgamento do supremo hoje à tarde. O primeiro deputado a chegar à casa de Eduardo Cunha logo após o afastamento foi Paulinho da Força, cotado para ser Ministro do Trabalho do governo Michel Temer.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


05/05/2016 09:45


Os líderes dos partidos na Câmara convocaram reunião de emergência. Ninguém esperava a decisão do ministro Teori Zavascki. O próprio Eduardo Cunha disse ontem ao deputado André Moura que, no julgamento, que será hoje à tarde, esperava no máximo um afastamento da presidência; nunca a interrupção do seu mandato.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


05/05/2016 09:01


O Todo poderoso que se achava acima das leis, Eduardo Cunha, acaba de ter o seu mandato suspenso e ser afastado da presidência da Câmara. Aliás, nenhum brasileiro conseguia entender como um homem que praticou tanta corrupção conseguia se manter à frente da Câmara dos Deputados. É de se perguntar até como um deputado envolvido com a quantidade de irregularidades poderia se manter à frente do afastamento da presidente da República.

Em sua decisão, o ministro Teori Zavascki elencou diversos motivos para justificar a suspensão do mandato de Eduardo Cunha. Leia abaixo clicando no link a decisão na íntegra do ministro do Supremo Tribunal Federal.

Clique e leia a decisão na íntegra.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [7] | |


05/05/2016 08:36
Reprodução Brasil 247
Reprodução Brasil 247
.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


04/05/2016 19:21
Reprodução do Radar online / Veja
Reprodução do Radar online / Veja

Um dos primeiros deputados a pedir o afastamento de Eduardo Cunha, Arnaldo Jordy (PPS-PA) foi impedido de participar do Grupo Parlamentar Brasil-Líbano, que acontece nesta semana em Beirute.
Apesar de ser ter participado de diversas edições anteriores do evento, ele recebeu em seu gabinete um informe da Câmara dizendo que sua viagem não estava autorizada.

Para o evento foram enviados somente deputados aliados de Cunha.

(Radar online)
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


04/05/2016 18:47
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

A Procuradoria Geral da República pediu que o prefeito Eduardo Paes seja investigado no inquérito contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) sobre a maquiagem de dados do Banco Rural para esconder o mensalão mineiro.
A solicitação foi feita junto ao pedido de abertura de inquérito contra Aécio e o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), com base na delação do senador Delcídio do Amaral.

Além desse possível inquérito sobre o Banco Rural, Aécio também foi alvo de um pedido de investigação sob suspeita de recebimento de propina de Furnas, neste caso sem outros políticos com foro privilegiado.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


04/05/2016 17:43
Reprodução do site do TSE
Reprodução do site do TSE

O governador Luiz Fernando Pezão, o vice Francisco Dornelles e a coligação “O Rio em 1º Lugar” foram multados por divulgação de programa social do governo em 2014 na página oficial do governo estadual e na página do governador.

A punição é destinada a cada um dos envolvidos no recurso de autoria da coligação adversária ao governador Pezão durante a campanha eleitoral. Os ministros do TSE seguiram à unanimidade o voto do relator Herman Benjamin. O ministro considerou que, no caso, os vídeos não fizeram menção expressa ao pleito e houve a retirada da publicidade ainda no início da campanha.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


04/05/2016 16:37

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou ao STF que as investigações da Lava Jato apontam que uma organização criminosa que atuou na Petrobras "jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dela participasse". Segundo Janot, ’embora afastado formalmente do governo, o ex-presidente Lula mantém o controle das decisões mais relevantes’.

A declaração consta no parecer que Janot enviou ao STF pedindo que Lula e outras 29 pessoas sejam formalmente investigadas no principal inquérito da Lava Jato no tribunal, que apura se um grupo criminoso, formado por políticos, empresários e funcionários da Petrobras agiu para desviar recursos da estatal.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


04/05/2016 15:22
Reprodução do Dia online
Reprodução do Dia online

A CPI das Olimpíadas, proposta pelo vereador Jefferson Moura (Rede), foi instalada nesta terça-feira, com dois peemedebistas na presidência e na relatoria dos trabalhos. Moura denunciou que tem acompanhado tentativas do prefeito Eduardo Paes de impedir a instalação da Comissão e limitar seu andamento. Segundo ele, Paes havia orientado que os vereadores do PMDB não assinassem nenhum requerimento para instalação da CPI.

“Hoje, tivemos uma péssima sinalização do futuro desta CPI. É impossível não suspeitar de algo que deveria ser feito para investigar e denunciar atos ilegais durante as obras para os jogos tendo como presidente e relator dois membros do PMDB. Vejo que essa CPI acabará em pizza”, declarou Jefferson Moura.

A CPI tem como objetivo apurar os gastos públicos com a Rio 2016 e investigar as obras e os contratos de todos os equipamentos olímpicos realizados pelas empreiteiras, muitas delas envolvidas na Lava-Jato.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


04/05/2016 14:34

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidiu que já há elementos suficientes para pedir a abertura de um inquérito contra a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os dois serão investigados juntos, sob a acusação de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

O inquérito tem como base a delação de Delcídio e o imbróglio causado pela tentativa de Dilma indicar Lula para ministro-chefe da Casa Civil.

Para que a presidente seja formalmente alvo de investigação no STF, o procedimento ainda precisa ser autorizado pelo ministro Teori Zavascki.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


04/05/2016 13:42
Reprodução do Campos 24 horas
Reprodução do Campos 24 horas

Estudantes e funcionários da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) fizeram, ontem à noite, uma vigília em frente à Casa de Cultura Villa Maria, que pertence a universidade e teve a energia cortada.

Com velas, os manifestantes protestaram contra o Governo do Estado que deixou a Uenf chegar à uma situação precária, com dívidas que chegam a mais de R$ 12 milhões, uma delas com a concessionária Ampla, que cortou a energia da Casa de Cultura Vila Maria por falta de pagamento de três faturas de energia de 2015 e quatro de 2016, totalizando R$ 23 mil.

A Ampla informou através de nota que tentou negociar o débito em várias ocasiões.

A presidente da Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Norte Fluminense, Maria Angélica da Costa, disse que a universidade está sem pagar as contas da concessionária de energia desde o ano passado, porém ela relata que o corte foi contra a lei. “A Uenf está sem pagar a conta de luz desde o ano passado, mas sabemos que é contra a lei, porque instituições de ensino e hospitais não podem ter suspensão do serviço. O que acontece é que, nós não queremos dar calote, estamos nos mobilizando para pagar, mas o Estado não repassou as verbas para que pudéssemos pagar as contas, não só a Ampla, mas também a Águas do Paraíba, contas de telefone e outros fornecedores”, disse ela.

(Campos 24 Horas)
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


04/05/2016 13:01
Deslizamento de terra no Morro do Bumba, em Niterói, matou 48 pessoas em abril de 2010
Deslizamento de terra no Morro do Bumba, em Niterói, matou 48 pessoas em abril de 2010

Cento e oitenta comunidades de 12 municípios do Rio de Janeiro estão vulneráveis aos efeitos de temporais que podem provocar deslizamento de terra e de pedra e desabamentos. Sem dinheiro, o governo do estado não renovou o contrato com a Tecal Engenharia, empresa que administrava os sistemas de alerta por sirenes quando há risco de desabamentos de encostas durante fortes chuvas. No dia 20, as prefeituras foram avisadas, por ofício, que a empresa cancelaria o serviço em cinco dias.

As sirenes de alerta e alarme de risco foram desligadas em comunidades como o Morro do Bumba, em Niterói.

Segundo o diretor da Tecal, Marcelo Matta, o contrato com o governo acabou em outubro, mas até março a empresa custeou as sirenes. Quando o governo decidiu cancelar a nova licitação que faria, a Tecal concluiu que não poderia mais arcar gratuitamente com o serviço. A dívida do Estado é de R$ 4,7 milhões. O contrato e os aditivos somam R$ 27 milhões.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


04/05/2016 11:48
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Eduardo Cunha contou com a ajuda de 14 parlamentares para alterar medidas provisórias de interesse de empreiteiras ou para pressionar empresários por meio de requerimentos apresentados na Câmara. Nove destes parlamentares devem ser formalmente investigados ao lado de Cunha num mesmo inquérito, conforme pedido formulado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A investigação depende de autorização do ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava-Jato no STF.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 ProximoUltimo

Facebook


Twitter


Vídeos

Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho