Blog do Garotinho
Visitantes online : 918 sábado, 30 de agosto de 2014
30/08/2014 10:49
Globo e Irmãos Marinho têm que prestar contas à Polícia Federal e Receita Federal
Globo e Irmãos Marinho têm que prestar contas à Polícia Federal e Receita Federal


A Polícia Federal do Rio de Janeiro instaurou inquérito para apurar fraude praticada pela TV Globo e com participação da Globopar contra a Receita Federal. A denúncia sobre a sonegação milionárias das Organizações Globo e posterior desaparecimento das provas junto à Receita Federal será investigada agora com acompanhamento do Ministério Público Federal, que será conduzido pelo delegado Rubens de Lyra Pereira. Com o inquérito federal a Globo, empresa destinatária de quase metade dos recursos públicos voltados para publicidade no Brasil passa a ser investigada por crimes contra a ordem tributária, sonegação de impostos, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e atentado contra o sistema financeiro, além de ocultação de bens, direitos ou valores, isso devido ao desaparecimento misterioso dos documentos originais do processo, nos quais os auditores da Receita Federal decidiram pela condenação da TV Globo pelo crime de sonegação.

O chefe da Delegacia Fazendária da Polícia Federal no Rio de Janeiro, Fábio Ricardo Mota confirmou a instauração do inquérito policial contra os crimes financeiros e fiscais cometidos pela TV Globo. As fraudes financeiras das Organizações Globo foram identificadas inicialmente na Ilhas Virgens Britânicas por uma agência de cooperação internacional. A TV Globo usou uma empresa laranja para adquirir, sem pagar impostos, os direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. O número do inquérito é 926 / 2013.

Os auditores fiscais fizeram uma minuciosa apuração é detectaram graves crimes contra a Receita Federal e cobraram multas e juros, que em 2006 totalizavam R$ 615 milhões, hoje esse valor corrigido ultrapassa R$ 1 bilhão.

Estranhamente quando os documentos da Receita iam ser enviados foram roubados da sede da Receita Federal. Vamos aguardar uma apuração rigorosa dos fatos, afinal a fraude dos Irmãos Marinho, R$ 1 bilhão daria para fazer ao preço do Minha Casa, Minha Vida mais de 15 mil casas populares para quem não tem onde morar, e eles como todos sabem moram muito bem.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


30/08/2014 09:29
Reprodução da capa do jornal Extra
Reprodução da capa do jornal Extra


Agora está explicado porque no meio de uma crise na segurança pública do Rio, num dia de semana, em horário de expediente, Beltrame largou tudo e carregou o coordenador da UPPs , coronel Caldas para irem fazer campanha de Aécio Neves na comunidade Dona Marta, em Botafogo. Beltrame estava era de olho num cargo no eventual governo de Aécio Neves. E ainda tem a cara de pau de - fazendo o papel de cabo eleitoral de Aécio - dizer que não se mete em política. Imagina! Só tem um problema para Beltrame: o sonho do eventual governo Aécio está evaporando mais rápido que nuvem em ventania. Em vez de proteger a população, Beltrame prefere cavar uma boquinha.

Quanto a Aécio usar Beltrame - a esta altura - para tentar conquistar votos dos eleitores fluminenses só mostra o tamanho do seu desespero. Se fosse há dois anos, Beltrame poderia realmente ajudar Aécio, sua imagem ainda não tinha desintegrado e a população, por conta da blindagem da mídia, ainda acreditava na maquiagem das UPPs. Agora é tarde. Nem Pezão até agora usou a imagem de Beltrame na propaganda eleitoral.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


30/08/2014 07:44
Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online




 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


30/08/2014 07:26
Foto de Inácio Teixeira
Foto de Inácio Teixeira


11h - Participa de gravação de programas eleitorais de TV em Campo Grande.

14h - Faz mini-carreata e caminhada em Sepetiba
Ponto de encontro: Praia da Brisa em frente à Delegacia Legal.


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


29/08/2014 20:49


Só para tranquilizar nossos eleitores e amigos a respeito da notícia que a Procuradoria Regional Eleitoral propôs uma ação contra mim em mais três integrantes do PR, informo que é mais para gerar notícia negativa contra mim e ser explorada pelo Globo e outros meios de comunicação. Meu crescimento nas pesquisas tem deixado os endinheirados e elitistas desesperados. Essa ação chega a parecer uma piada.

Segundo a Procuradoria relata aconteceram diversas irregularidades numa reunião promovida no Clube dos 500, em Duque de Caxias, pelo vereador Serginho Corrêa, nosso candidato a deputado federal, e Dr. Maurício, candidato a estadual. Pelo que diz a procuradora substituta que assina a ação, Adriana Faria, o abuso de poder econômico fica caracterizado entre outras coisas pelo aluguel de sistema de som e distribuição de garrafas de água mineral aos presentes. Só pode ser brincadeira. E o pior, a própria Procuradoria informa que evento não aconteceu, e eu não compareci porque fui informado que os fiscais estavam lá.

Francamente, se querem me derrotar joguem limpo, ganhem no voto. A democracia exige das instituições um mínimo de seriedade. Ficar fabricando notícias para virar manchete de jornal e confundir a cabeça das pessoas não é papel de quem deseja uma justiça isenta.

Por que a Procuradoria não ajuizou até agora uma ação contra o uso do helicóptero do Estado por Pezão e o filho de Cabral, Marco Antônio, flagrados usando fazendo campanha com a aeronave? Isso não é crime? Por que a Procuradoria não ajuizou ação contra Pezão por usar prédios do Estado para reuniões político-partidárias e utilizar as imagens no horário eleitoral? Mais uma vez eu pergunto: é crime distribuir água mineral numa reunião que eu não compareci e que sequer aconteceu? Mas não é crime usar o dinheiro público, a aeronave e prédios do Estado na campanha de Pezão?

Fiquem tranquilos vamos continuar trabalhando e crescendo nas pesquisas com fé em Deus e a força do povo.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |




29/08/2014 10:27


A matéria vergonhosa da revista Veja online falando a respeito "dos eletrodomésticos distribuídos por Garotinho" é a representação do desespero dos endinheirados com a minha candidatura ao governo do Estado. Como todo mundo sabe eu sou radialista e apresento um programa com sorteio de brindes há mais de 30 anos, e parei a apresentação do programa conforme determina a lei assim que meu nome foi homologado na convenção.

Segundo a matéria houve a distribuição de 160 prêmios entre eles, rádios portáteis, ventiladores, fornos de micro ondas e fogões, que totalizaram R$ 59.484 pelo valor máximo de mercado. O primeiro ponto a ser abordado é que sortear prêmios fora do período eleitoral como sempre fiz não é ilegal, muitos outros radialistas também fazem e já há decisão do TSE sobre o fato, que inclusive cassou a decisão da juíza eleitoral que tentou me tirar do ar antes do tempo. Pura perseguição. Aliás, juiz pode ficar dando entrevista antes do julgamento de uma ação? Acho que não. Pelo menos não é ético.

A segunda pergunta: no universo de 12 milhões de eleitores alguns brindes sorteados em junho, antes da convenção, que diferença fazem no resultado de uma eleição?

Isso é tudo orquestrado pela mídia comandada pela Globo, que quer empurrar goela abaixo a continuidade do governo Cabral através de Pezão e Gangue dos Guardanapos. Infelizmente, voluntariamente ou não, ações da justiça acabam contribuindo para o noticiário sensacionalista contra mim.

No Globo de hoje uma outra matéria diz que enviei cartas pedindo orações aos meus ouvintes do programa Palavra de Paz. Sou o único candidato a mandar carta aos eleitores? A prática é proibida por lei? Claro que não. Isso é apenas mais um sensacionalismo barato.

Em outra matéria em outro jornal das Organizações Globo é noticiado que numa mega operação no Complexo da Maré foi apreendido material de campanha, meu e de Clarissa, dentro de uma associação de moradores, e que havia junto remédios, faixas contra Eduardo Paes e Pezão, cesta básica e cadastro do Cheque Cidadão. Vamos à verdade.

Se dentro de um comitê meu fossem encontrados remédios ou outros materiais dessa natureza seria crime. Dentro da associação de moradores é papel e responsabilidade deles. Segundo soube as faixas foram de um movimento contra a remoção e derrubada de casas por parte da Prefeitura e do Estado, por isso as faixas contra Pezão e Eduardo Paes. As cestas básicas e a distribuição de remédios são feitas pela associação de moradores, não tenho nada com isso, lá é não é meu comitê. E como é público o Cheque Cidadão foi extinto desde 2007, um dos primeiros atos do governo Sérgio Cabral.

Na sua entrevista à Veja, a juíza Daniela Barbosa, contra quem vou representar diz: "O assistencialismo vai cooptando as pessoas. Centros sociais começaram a ser muito reprimidos, então candidatos criaram outras práticas assistencialistas. Tem que ser investigado se há origem ilícita nessa verbas". Com todo respeito, a magistrada está fazendo pré julgamento, deixando de ser juíza da fiscalização eleitoral e integrando o corpo de juízes do TRE. Ela apenas fiscaliza, não julga.

Outra aberração cometida por ela foi mandar retirar a placa do Centro Cultural Anthony Garotinho, em Campos, alegando que a simples exposição do meu nome na fachada do centro, que abriga 14 mil livros, vídeos e a memória da minha trajetória política, minhas realizações, constitui-se propaganda eleitoral. O centro cultural é o lugar mais visitado pelos jovens para pesquisa.

A perseguição nesses dias tem sido intensa, do tamanho do desespero deles com o meu crescimento nas pesquisas. Parece engraçado, seria cômico se não fosse trágico. Estão preocupados com a distribuição de brindes no programa de rádio feito com patrocínio, tudo dentro da lei. Agora me responda: e os milhões da Delta? E os milhões do pai de Eduardo Paes depositados no paraíso fiscal do Panamá? E a mansão cinematográfica em Mangaratiba comprada com dinheiro sem origem? E as obras superfaturadas do Maracanã? E a conta de Rodrigo Bethlem na Suiça? E o enriquecimento estratosférico da família Picciani de fazer inveja a Bill Gates? Bom, isso não tem importância. O que tem importância é o Garotinho distribuir - fora do período eleitoral - enxoval de bebê para mulheres pobres.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


29/08/2014 08:50
Fotos de Inacio Teixeira
Fotos de Inacio Teixeira


Ontem estive na Rádio Saara, no maior centro comercial a céu aberto do Rio. Anunciei que vou reduzir a carga tributária para micros, pequenas e médias empresas. Essas empresas estão pagando dois tributos (bitributação) sobre o mesmo produto e/ou serviço, por conta de uma “política covarde” do governo do PMDB.

As empresas estão enquadradas no Simples Nacional, que é um regime diferenciado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos, cuja proposta é acabar com a burocracia e evitar a sobrecarga tributária. No entanto, o governo do Rio passou a cobrar também a Substituição Tributária, um imposto sobre a venda do comerciante, ou seja, no momento em que a mercadoria sai da indústria.

O governo cobra do fabricante, mas este repassa automaticamente para as empresas. Estou assumindo o compromisso de acabar com essa covardia. No estado do Rio, as pequenas empresas estão perdendo competitividade e, consequentemente, fechando as portas.

É preciso observar o caráter social das pequenas empresas. As 50 maiores empresas representam 90% da arrecadação do estado, então, não tem porque cobrar desses contribuintes menores, que geram milhares de empregos pra nossa população, uma fatura tão alta. Na verdade, eles dão muito mais (empregos e impostos) do que recebem do governo. Na Câmara Federal fui autor de um projeto que proíbe a cobrança da Substituição Tributária das empresas inscritas no regime do Simples.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


29/08/2014 08:28
Lindbergh, Cabral e Picciani até o início deste ano eram aliados; abaixo manchete do Globo online
Lindbergh, Cabral e Picciani até o início deste ano eram aliados; abaixo manchete do Globo online


Lindbergh agora quer fingir que não tem nada a ver com o governo Cabral - Pezão. Terceira via? Ora, Lindbergh tinha um monte de apadrinhados nomeados no governo estadual. Andava de braço dado com Cabral e Pezão. Lindbergh acha que vai enganar o povo.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


29/08/2014 07:50
Foto de Inacio Teixeira
Foto de Inacio Teixeira


10h - O candidato participa de caminhada em Queimados e Austin
Ponto de encontro: Comitê de Campanha de Lúcio Mauro
End.: Rua Vereador Marinho Hemetério de Oliveira, nº 259 - Centro de Queimados.
Ref: Após o posto BR, depois da delegacia.

15h - Participa do Encontro do Comércio com os candidatos ao Governo do Estado do Rio de Janeiro
Local: Fecomércio/O Dia
Endereço: Rua Marquês de Abrantes, nº 99 - Flamengo

19h - Participa de encontro com candidatos e coordenadores da Tijuca, Centro e Zona Sul
Local: Clube Vila da Feira
Endereço: Rua Haddock Lobo, nº 195 - Tijuca


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


28/08/2014 15:55
Reprodução do Radar online
Reprodução do Radar online


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [13] | |


28/08/2014 14:37


Recebi hoje várias ligações de diversas cidades e bairros do Rio me informando que as ruas foram tomadas por gente paga balançando bandeiras de Pezão, e milhares de panfleteiras recebendo R$ 1.500, além de placas em residências cujas autorizações tem sido adquiridas à base de cachê (dinheiro vivo). É uma coisa avassaladora. Como diria um ex-presidente: "nunca vi isso na história deste país".

Que os poderosos, os endinheirados, os empresários de ônibus, as grandes empreiteiras, todos estão com Pezão não é novidade para ninguém. Mas é um absurdo a quantidade de gente paga e dinheiro gasto.

É mais uma demonstração de desespero, a pouco mais de 30 dias da eleição, com a possibilidade da Gangue dos Guardanapos ir parar na cadeia.

Vamos prosseguir na nossa humilde campanha, subindo nos banquinhos como vocês viram aqui no blog, esclarecendo a verdade para os eleitores, e com a certeza de que placa não vota, e que tem muita gente que vai pegar o dinheiro deles porque está precisando, mas na verdade está com Pezão no bolso e Garotinho no coração.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


28/08/2014 14:12
Reprodução do Globo (CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)
Reprodução do Globo (CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)


O mais importante nesses números segmentados da pesquisa IBOPE nem é o fato de estar liderando na maioria dos segmentos. Observem que esses números explicam a queda de 9 pontos da minha rejeição e são um campo com potencial para um maior crescimento da minha candidatura.

Entre os eleitores que têm 55 anos ou mais cresci - em 25 dias, e uma semana da propaganda eleitoral - de 17% para 31%, uma subida de 14 pontos percentuais. É a faixa do eleitorado que registra menos pessoas com acesso à internet, portanto estavam mais sujeitas à influência das manchetes negativas contra mim. Com a campanha na rua e na televisão começaram a ver verdade.

Isso vale também para o eleitorado de menor escolaridade (até 4ª série do ensino fundamental). Nesse segmento cresci de 30% para 41%, um aumento de 11 pontos percentuais. E entre os que têm renda familiar de até 2 salários-mínimos meu crescimento foi de 12 pontos percentuais, subi de 22% para 34%.

No segmento em que estou pior (renda acima de 5 mínimos) Pezão aparece com 24% e eu com 16%, com a margem de erro, estou atrás, mas colado nele.

Todos esses dados só mostram que o meu potencial de crescimento é grande, e a rejeição tende a cair cada vez mais.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


28/08/2014 12:52
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Em alguns lugares as milícias não deixam ninguém fazer campanha. Em outros só dá a turma do PMDB. Por isso Pezão e Beltrame não quiseram pedir ajuda de tropas federais. Está na cara! Mas o TRE - RJ não se omitiu.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


28/08/2014 11:46
No horário eleitoral maioria muda para canais a cabo; abaixo reprodução da Época online
No horário eleitoral maioria muda para canais a cabo; abaixo reprodução da Época online


Na primeira semana do horário eleitoral apenas 39% dos eleitores assistiram os programas dos candidatos, 61% não acompanharam nada. Mais ou menos 2/3 ignoraram o horário eleitoral.

Desse 1/3 que assistiu o horário eleitoral somente 2,3% disseram que mudaram seu voto e 11,5% ficaram em dúvida sobre o voto.

Por equação matemática o horário eleitoral interferiu - com maior ou menor intensidade - apenas no voto de 23,8% dos que assistiram, que são apenas 1/3, logo podemos dizer que o horário eleitoral teve influência para apenas 10% dos eleitores.

O peso do horário eleitoral é cada vez menor. Hoje a grande maioria das famílias tem TV a cabo (às vezes gatonet) e/ou internet. Quando começa o horário eleitoral pulam fora. Só a "torcida organizada" de Pezão na mídia é que continua sonhando, na verdade torcendo, que o horário eleitoral decida a eleição.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


28/08/2014 10:27
Aécio Neves; ao lado quadro com o resultado da pesquisa IBOPE no Rio de Janeiro
Aécio Neves; ao lado quadro com o resultado da pesquisa IBOPE no Rio de Janeiro


Vejam o tamanho da encrenca que Aécio arrumou no Rio de Janeiro. Caiu na conversa de seu amigo Cabral e seu escudeiro Jorge Picciani, que lhe ofereceram uma coligação com 18 partidos e 1.800 candidatos a deputado, segundo eles, todos trabalhariam por Aécio. Até o PSDB - RJ, que passou 7 anos e meio fazendo oposição a Cabral aceitou a empreitada de se juntar a Pezão para ajudar Aécio, que precisava de um palanque no Rio. O problema é que foi tudo combinado pelos "caciques", sem consultar ninguém, nem os candidatos.

Primeiro houve a rebelião da maioria dos candidatos da coligação, que nunca fez campanha para Aécio, nem colocou seu nome no material de propaganda. Mas agora os "caciques" também vendo que entraram numa canoa furada começaram a pular fora do Aezão. Ontem, o jornal O Dia noticiou que Eduardo Cunha e o presidente da ALERJ, P.M. (o blog continua sob censura judicial sem poder citar o nome desse cidadão) são alguns dos "caciques" que abandonaram o Aezão. Até ironizei essa debandada como podem ver na reprodução abaixo, do Globo online. É a turma que muda de lado a toda a hora de acordo com a conveniência.

Agora percebam outro lado do drama de Aécio no Rio. De acordo com o IBOPE, Aécio tem 19% na pesquisa nacional, mas no Rio de Janeiro está com apenas 11%. É a sua pior performance entre os 5 maiores eleitorados estaduais.

Em 2010, no 1º turno no Rio, Serra teve 22,5% dos votos; Dilma ficou com 43,7%, e Marina, 31,5%. Portanto Aécio hoje, de acordo com o IBOPE, tem menos da metade dos votos que Serra obteve em 2010.

E é em meio a esse cenário nada animador, Aécio agora enfrenta a debandada dos "caciques" do PMDB. Se a situação de Aécio não é nada boa no cenário nacional, no Rio de Janeiro está feia a coisa para o seu lado.


Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


28/08/2014 08:58
Foto de Inacio Teixeira; abaixo manchete de O Dia online
Foto de Inacio Teixeira; abaixo manchete de O Dia online


Ontem na saída do Restaurante Popular de Bangu ao ser questionado pelos jornalistas sobre o resultado da pesquisa IBOPE, que aponta minha liderança isolada com vantagem de 10 pontos, eu disse que poderia ganhar a eleição até no 1º turno. Mas a afirmação não foi uma bravata, tenho os pés muito no chão, sei que tenho um caminho árduo pela frente, apenas me baseio na questão dos votos válidos que vou mostrar para vocês.

Para um candidato se eleger no 1º turno precisa ter metade mais um dos votos válidos. E o que são os votos válidos? Trata-se da soma dos votos dados a todos os candidatos excluindo brancos e nulos.

Na eleição de 2010 os votos brancos e nulos somaram 14,5%. Ninguém questiona que na eleição deste ano haverá mais votos brancos e nulos. Vamos partir de uma situação hipotética em que os brancos e nulos cheguem a 18%. Logo os votos válidos seriam apenas 82%. Assim - seguindo nessa hipótese - um candidato que tiver 41,01% dos votos se elege no 1º turno.

Agora vamos aos números atuais da corrida eleitoral no Rio de Janeiro. O IBOPE me aponta com 28%, dentro da margem de erro posso estar com 30%. Nas nossas pesquisas internas eu estou com 32%, portanto faltariam 9 pontos para eu atingir os 41%. E ainda de acordo com o IBOPE temos 6% de indecisos. Além disso cada ponto percentual que tirar dos meus adversários vale por dois na conta dos válidos, porque eu subiria um ponto e a soma dos meus adversários diminuiria também um ponto percentual.

Como podem ver não é impossível vencer no 1º turno. Isso que eu quis mostrar aos jornalistas. Ainda temos um mês e uma semana de campanha, três debates na televisão, e, claro, muita sola de sapato para gastar. Não se preocupem que estou "calçando as sandálias da humildade", não tenho ilusões que ainda serei muito torpedeado pelos poderosos, as Organizações Globo à frente. Mas se continuarmos a fazer campanha com a mesma disposição, contando com a força do povo, sim, nós podemos vencer no 1º turno. Vamos trabalhar!

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |




28/08/2014 07:06
Foto de Inácio Teixeira
Foto de Inácio Teixeira


10:00 - Carreata em Guadalupe, Anchieta, Costa Barros e Pavuna
Ponto de encontro: Rua Leocádio Figueiredo, esquina com Avenida Brasil - Guadalupe
Ref.: Ao lado do Shopping Jardim Guadalupe.

13:00 - Reunião com representantes do Transporte Alternativo
Local: Clube Paratodos
Endereço: Rua Comendador Guerra, nº 84 - Pavuna

15:00 - Entrevista à Rádio Saara
End.: Avenida Passos, nº 91 - Centro do Rio

15:30 - Caminhada na Saara


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


27/08/2014 18:50
Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online


A minha liderança isolada nas pesquisas só faz aumentar o desespero dos poderosos. A turma de Pezão e do PMDB fica criando sites e páginas nas redes sociais só para me atacar e me desmoralizar. Já avisei meus advogados que podem se preparar, afinal daqui para a frente o terrorismo eleitoral só tende a aumentar. Essa turma do PMDB como não consegue conquistar os votos do povo, parte para o tudo ou nada tentando me prejudicar com golpes baixos, rasteiros, ofensas pessoais. Não vai ser assim que vão conseguir impedir a minha vitória.


Em tempo: Amanhã vou comentar a onda de boatos e mentiras que estão sendo espalhadas para assustar os servidores estaduais.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [8] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ProximoUltimo

Facebook

Twitter

Câmara Federal

Vídeos

Destaques
Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho